zoologico-budapestBudapeste em 2-3-5 diasDesigner Outlet ParndorfMapa interactivoHoteles en BudapestBanhos termaisSobre BudapestAeroporto BudapesteGastronomiaOnde fazer a troca da moeda?ClaustrophiliaBudapest Bairro JudeuTropicárioIlha Margarita
Visitas guiadasCurva do DanúbioExcursão para VienaVisitar o parlamento de BudapesteCruceros panorámicos por el DanubioServicio de trasladoTraslado Budapeste VienaTraslado Budapeste PragaTraslados Europa Central
Página principalReserva onlineTestemunhosLinks útilesContacto Información Tours ym Actividades

Onde fazer a troca da moeda?

 

Onde fazer a troca da moeda em Budapeste? Moeda da Hungria, Budapeste

Aconselhamos que realizem o câmbio no centro para que não paguem pelo dobro do preço; a troca da moeda no aeroporto é muito ruim!

EURO

  • 1 EURO é 308 HUF (Junho 2017)

USD

  • 1 USD é 276 HUF (Junho 2017)

Nosso escritório preferencial é: "Correct Change"

Endereço: 1073 Budapest, Erzsébet körút 41. (ao lado do Corinthia Grand Hotel Royal) Caminhando da Praça "Oktogon", dá uns 5 minutos até "Blaha Lujza Tér".

Aberto segundas-feiras as sextas-feiras: 09:00-21:00, Sábado: 09:00-17:00, Fechado aos domingos!

Conheça o valor da moeda em tempo real aquí

Esta moeda poderia ser liquidada como o peso argentino?

Fonte: CNBC, 30 de janeiro de 2014

Durante as quintas-feiras, as moedas de mercados emergentes continuaram caindo, o florim húngaro foi um das mais atingidas, e há preocupações sobre que tipo de moeda pode ser a próxima a ter valor diminuído, como o peso argentino.

O florim foi a pior parte da pressão na quinta-feira, caindo mais ainda contra o dólar dos EUA chegando aos 227,55. Até agora tem sido desvalorizado em 5,34% desde o início do ano.

Durante este ano, o florim também caiu em mais de cerca de 4 por cento, face ao euro e ao franco suíço, as moedas de seus principais sócios comerciais.

Nicholas Spiro da Spiro Sovereign Strategy disse a CNBC que o florim está sofrendo maior risco que outras divisas emergentes, porque o Banco Central da Hungria tem sido encorajado a manter o florim em baixa – por exemplo, reforçando as exportações. Isto contrasta com os bancos centrais da Índia e Turquia, que durante esta semana procuram impulsionar suas moedas ao subir as taxas de juros.

"Este (o florim) certamente não vem abaixo e algo muito importante neste caso é que o Banco Central húngaro quer uma moeda mais barata já que é uma economia impulsionada pelas exportações e necessita uma moeda competitiva”, disse Spiro.

"Este é um país que tem consideráveis níveis de dívida externa ou estrangeira, especialmente no mercado de hipotecas residenciais, e ainda não tem sido capaz de encarar esse problema de forma convincente”, acrescentou.

O Banco Central da Hungria tem reduzido as taxas de juros em 415 pontos básicos desde fins de 2012, devido à inflação tão baixa. Spiro descreveu como perturbadora a falta de preocupação do Banco Central pela depreciação da moeda.

"O Banco Central não parece estar particularmente preocupado; isso é preocupante. Claramente Hungria não é Turquia (que esta semana elevou as taxas de juros a 12%), Embora no momento pareça muito frágil. Claramente é o menor dos créditos da Europa central", assinalou.

Sem dúvida, nem todos creem que a Hungria será arrastada pelo turbilhão dos mercados emergentes, e são os estreitos vínculos da Hungria com a União Europeia que poderiam protegê-la. Lee Hardman e Derek Halpenny do Banco de Tokyo-Mitsubishi, disseram que o florim, e o zloty polônes, se beneficiariam da consolidação gradual da economia da zona do euro durante este ano.

"Ambas as moedas também estão menos expostas ao risco de saída de capital provocado pelo processo de normalização da política monetária da Fed", disseram os analistas numa nota de pesquisa este mês.

TESTEMUNHOS DO CLIENTE

 
© 2007-2017 Guia Privada Budapest - Todos los derechos reservados.